Avanços gays em alguns países causam retrocesso em outros, diz ‘Economist’

thegayInicialmente, cada um faz o que quiser com seu próprio corpo, trata-o bem ou mal, cada um responde por seus próprios atos para com ele. Concomitantemente, cada um tem seu livre arbítrio para fazer qualquer coisa, inclusive decidir sobre sua sexualidade.
Estas leis da natureza humana são de conhecimento de todos e também tem o respeito de todos indistintamente. As relações entre parceiros, independentes de sexo têm seu ápice normalmente entre quatro paredes e há uma infinidade de gays que assim agem e não são questionados por ninguém.
O problema se inicia quando alguns pares, protegidos por lei e com a nítida intenção de agredir a relação com a sociedade, se soltam e provocam a todos à sua volta. thegay2thegay3Eles têm direito de fazerem isso em qualquer lugar? Têm, sim. Da mesma forma que os outros também o tem de não aceitarem que tais atos desacatem sua moral e seus costumes.
O que podemos concluir é que as reações homofóbicas são geradas quase em sua totalidade, após atos desafiadores executados de maneira consciente e objetiva.

#Disse
Carlos Leonardo

Fonte: Folha de São Paulo

 

#CONVITE
Se houve mais respeito pelas opções de ambas as partes, não haveria menos demonstrações homofóbicas?

 

 

Publicado originalmente no blog “Divagando a Notícia” em 11/10/2014.

Vamos comentar isso?

%d blogueiros gostam disto: