Inflação reverte tendência e agora é maior para pobres, diz estudo

A inflação quando se apresenta é cruel. Quem já viveu essa situação, sabe perfeitamente do que estamos falando. É muito fácil se prever onde ela estará atacando mais forte no momento. INFLQuando os programas do governo federal subsidiam um determinado setor da economia, certamente a inflação atacará o outro lado que está desamparado pelo governo. Enquanto o governo segurava (subsidiava) os preços de energia elétrica e combustíveis, quem era penalizado pela alta do custo de vida eram os ricos e a classe média. Isso porque os custos de mão de obra e serviços eram supervalorizados. Os custos de transporte estavam submissos à oferta e procura no mercado, os custos de mão de obra eram regidos também pela demanda desses serviços.
Agora que o novo governo, para equilibrar-se em seu rombo criado pelos subsídios com fins eleitoreiros, resolve retirar os subsídios dos combustíveis e energia elétrica, esses preços estancados ou com pouca oscilação no mercado, deverão disparar e os que mais sofrerão será a população da baixa classe-média e os pobres. inflacaoSão eles que mais utilizam desses serviços. Os preços finais dos produtos em gôndolas de supermercados estarão certamente com esses custos embutidos. Estará então acionada a engrenagem da espiral inflacionária… Maior preço, menor procura – Menor procura, menor produção – Menor produção, maior preço. E acompanhando a isso, para equilibrar as indústrias, demissão… Vide noticiários da indústria automotiva… Mais ou menos, doze mil demissões nos últimos três meses…

#Disse
Carlos Leonardo

Fonte: BBC Brasil

 

Saiba mais sobre o que você vai ler na matéria:
Sete estratégias para se proteger da inflação
Por que seus custos parecem ter subido mais que a inflação oficial?

 

#CONVITEAPROSA
Você ainda acredita que a inflação está sob controle, como anunciam?

 

Publicado originalmente no blog “Divagando a Notícia” em 13/01/2015.

Vamos comentar isso?

%d blogueiros gostam disto: