O desafio iminente da sustentabilidade

Esta é a urgência que se apresenta com maior proximidade a nós. Nossos lixos gerados e entregues de maneira desordenada, misturada. Temos que ter consciência de que cada sacolinha cheia de lixo que entregamos ao serviço de coleta representa um aumento da grande carência de processos por trás do ato de retirar de nossa casa.

sustent1Até hoje, estes resíduos têm sido empilhados e compactados em terrenos baldios formando assim bolsões de formação de gases incendiários. Desconsiderando o tempo a ser decorrido para reutilização desse terreno, há ainda a contaminação das áreas próximas e dos ribeirinhos que vão formar grandes rios, quando da existência de chuvas.

Em cidades maiores do interior, isso já não é mais possível, e para atender às suas necessidades, se utilizam de terrenos em municípios menores nas circunvizinhanças, pagando-se por isso. Prefeituras carentes de verba aceitam o depósito desses resíduos sem sequer analisar o risco à saúde de seus munícipes, à contaminação de seu solo, de seus rios.

sustent2Em países mais desenvolvidos esse serviço tem um caráter colaborativo entre a administração pública e os munícipes. Há toda uma constante evolução industrial se desenvolvendo com a finalidade de encontrar um meio mais seguro retornar a parte não reutilizável desses resíduos à natureza. As coletas são feitas com base na prévia separação do lixo gerado pelas famílias ou indústrias. O nosso problema é que ainda jogamos embalagens e bitucas de cigarro em pleno leito carroçável em todas cidades brasileiras…

 

#Disse
Carlos Leonardo

Fonte: Jornal do Brasil

#CONVITE
Nós estamos preparados para partimos para uma política real de sustentabilidade?

 

Publicado originalmente no blog “Divagando a Notícia” em 18/08/2014.

Vamos comentar isso?

%d blogueiros gostam disto: