Governo usará novo método para medir pobreza e miséria

A gente se espanta, mas não devia ser assim. É de praxe este tipo de tomada de decisões pelos integrantes do partido da situação e seus aliados, mudança nas regras do jogo, no meio do jogo. Quando os resultados não são satisfatórios, altera-se a sistemática de cálculo para torná-lo. Então não se pode mudar sistemática alguma? Pode sim e deve, porém essas mudanças devem ser feitas com antecipação de sua nova metodologia para um amplo conhecimento da população interessada. Esse é o problema, não se respeita isso.
Esse tipo de mudança já foi feito anteriormente e desastradamente, elevaram-se pobres para a classe média com um pequeno aumento de renda nada significativo, porém ilusório, muita gente (chamados classe média) se deu mal nessa estória que é completamente obscura na mídia.
Normalmente essas mudanças de métricas na última hora para fins publicitários governamentais ou maquiagem de resultados, costumam deixar sequelas indiretas na sociedade e é o mais pobre que mais sofre com isso.
Mas como diriam por aí: – “Embora a inflação tenha comido nosso aumento, somos classe média!” Então tá, né?

#Disse
Carlos Leonardo

Fonte: Folha de São Paulo

#CONVITE
Será que vamos mudar de classe social, agora?

Dê sua opinião

Publicado originalmente no blog “Divagando a Notícia” em 19/09/2014.

Vamos comentar isso?

%d blogueiros gostam disto: