Um povo abandonado?

O que se vê hoje no Brasil é uma massa com opiniões desencontradas, de conhecimentos em múltiplos níveis, de reações imprevisíveis e geralmente, drásticas. Vê-se um povo perdido andando à ermo, totalmente desamparado, ignorado pelas correntes políticas contrárias e também a favor do sistema governamental no poder.ManifestaçõesNuma alusão às grandes batalhas medievais, se vê claramente, servis convencidos por ideias pré-concebidos em interesses particulares de alguns mais versados politicamente, prós e contra o governo.
Digladiam-se nas redes sociais ferindo amizades e famílias, com raríssimas exceções, esses embates são alimentados por informações incompletas, irreais e às vezes por informações plantadas na mídia para fins de destruir eventuais vantagens do lado antagônico.

Alimentados por um libertino líder muito esperto e experiente em retóricas, uma parte da população é levada a atos de vandalismo e agressividades desacerbadas. Incentivados por promessas e algumas pequenas melhorias de vida (devemos imaginar o mundo em que vivem os paupérrimos), esses pobres coitados acompanham as promessas e fazem de tudo para realiza-las, embora lhes custe a vida, que um dia descobrirão terem sidos usados para um fim nada social.

Por outro lado, uma grande parte da população está totalmente desamparada e desconectada entre si reivindicando condições e anseios desconexos por não haver uma liderança nata em seu meio. Rejeitam as lideranças políticas da esquerda contestadora por absoluta falta de simbiose e posicionamento efetivo nos momentos cruciais dos fatos.

Militantes da CUT (Central Única dos Trabalhadores) e do PT (Partido dos Trabalhadores) no Instituto Lula durante Ato a favor da Democracia e apoiando a Presidenta Dilma Rousseff. Data: 16/08/2015. Local: Instituto Lula/ São Paulo /SP. Foto: Edson Lopes Jr./Veja.com
Militantes da CUT (Central Única dos Trabalhadores) e do PT (Partido dos Trabalhadores) no Instituto Lula durante Ato a favor da Democracia e apoiando a Presidenta Dilma Rousseff. Data: 16/08/2015. Local: Instituto Lula/ São Paulo /SP.
Foto: Edson Lopes Jr./Veja.com

Foram alimentados por um desespero de ver seu mundo que sempre foi sufocador, agora sendo rasgado, dilacerado por falcatruas e roubalheiras que vieram à tona. Coisa existente há muito por estas bandas, porém agora é que tomam a real consciência dos fatos e descobrem o quanto foram roubados, seus anseios de cidadania, não atendidas, tem agora suas razões demonstradas.
O futuro que se prevê é funesto. As possibilidades de sobrevida são precárias e a projeção do que pode acontecer no mundo de nossos futuros brasileirinhos são acinzentadas.

Este é o quadro de um País em pé de uma revolução civil interna, ocasionado por desamparo de uns políticos e pela inflamação dos ânimos por outros. Quaisquer que sejam os resultados dos fatos que estão em andamento no Senado Federal, as consequências no seio da população serão dramáticas, deixarão chagas difíceis de serem recuperadas. Criar-se-á uma linha divisória de raciocínio político partidário entre os brasileiros, tão profundo, mas tão profundo que não será com conversas que se dissiparão.
É hora de repensar Brasil!

#Disse
Carlos Leonardo

Vamos comentar isso?

%d blogueiros gostam disto: