E essa brincadeira de matar generais? Não vai acabar nunca?

mgen2Quando é que vamos acordar para ver que temos um Brasil inteiro para consertar, um Brasil inteiro para repor nos trilhos do desenvolvimento em vez ficar com essas guerrinhas idiotas de atacar os líderes do grupo oposto e destruir suas cabeças pensantes. A clara intenção desse método é causar incapacidade de execução dos projetos para reconstrução. Uma vez comprovado a incompetência da equipe, a mídia se encarrega de mostrar e convencer a sociedade de o quanto estavam errados em optar pela mudança de sistema.

Enquanto idiotas se digladiam, ferem e são feridos, são presos, recebem processos e mais processos por conduta inadequada, por insurgência, o Brasil está definhando. Batemos recordes e recordes de negatividade em todos os segmentos, a cada dia que passa o fundo do poço está mais abaixo, o rombo a ser estancado é cada vez maior.

Um velho ditado muito comum nos meios populares é que não há político de sucesso que não tenha sido conspurcado por um ou mais envolvimentos. Em suma, não há político limpo. E isso nos leva a um dilema muito grande: – “Como vamos consertar tudo isso?”.
Desde os primórdios dos tempos estamos constantemente renovando e renovando essa casta, e a cada renovação, são inseridos novos meios e métodos corruptivos no seio dessa sociedade.

Então como dizer que este ou aquele político é corrupto, é ladrão, é despudorado, é devasso? Travestidos de partidário da facção ideológica A ou B esses políticos pulam de um partido para outro com a naturalidade de quem se troca roupa. Mas mesmo assim, carregam em suas bagagens o estigma de suas vidas políticas maculadas.

mgen3Em razão disso, matamos constantemente generais que foram ou serão futuramente nossos aliados ideológicos. Pois direta ou indiretamente participamos dessas ideologias confusas e desfundamentalizadas de sua originalidade. Pois como tudo no Brasil é desvirtuado, até as ideologias políticas o são. Elas constantemente são modificadas para atender interesses de seus mandatários.

Por isso, é melhor pararmos com essa brincadeira de “matar generais”, há muito que fazer de concreto para com o Brasil e para isso haverá necessidade de união, de apartidarismos, de briguinhas idiotas por que usamos camisas vermelha ou verde e amarelo. Há muito o que fazer por nós mesmos, por nossos filhos… Pense Brasil!

#Disse
Carlos Leonardo

mgen1

Vamos comentar isso?

%d blogueiros gostam disto: