EDUCAÇÃO MORAL E CÍVICA – IV

O CARÁTER – SUA FORMAÇÃO

O Caráter é o modo de ser de um indivíduo, ou de um grupo; isto é, caráter é o conjunto de qualidades (boas ou más) de um indivíduo. Firmeza e coerência de atitudes; domínio de si.

A palavra Caráter pode ser definida de três maneiras:

1)Sentido Físico – significa um sinal especial que consiste em distinguir uma coisa de outra;

2)Sentido Psicológico – é a forma pessoal de sentir e reagir de cada ser humano;

3)Sentido Moral – é a firmeza de convicções e fortaleza de vontade.

O traço fundamental do Caráter é naturalmente a energia da Vontade.

As forças morais dão ao indivíduo firmeza em suas convicções e fortaleza da vontade.

Elementos que formam o caráter moral são: raciocínio, vontade, ordem, trabalho, economia, temperança, higiene, justiça, modéstia, sinceridade, discrição, verdade e tranquilidade.

  1. a) Raciocínio= é a atividade da consciência através da qual o homem adquire o entendimento dos fatos e das coisas.
  2. b) Vontade= é o sentimento pelo qual o homem decide fazer ou deixar de fazer uma coisa.
  3. c) Ordem= é o aproveitamento racional dos meios disponíveis no tempo e no espaço, necessários a fim de torná-los úteis e produtivos nas realizações solicitadas pela vida e pela sociedade.
  4. d) Trabalho= é o esforço dirigido para conquistar e produzir o que é necessário ao bem estar.
  5. e) Economia= são as reservas que asseguram a tranquilidade, a independência e a segurança da vida do homem no futuro próximo ou distante.
  6. f) Temperança= é o sentimento que nos leva à prática do que se faz necessário à saúde e à dignidade humana. A intemperança é a deformação desse sentimento e se apresenta sob várias formas: gula, vícios (bebidas, drogas, etc), o egoísmo, a inveja, etc.
  7. g) Higiene= é o hábito de limpeza do corpo e do espírito. A higiene do corpo se faz pelo asseio, exercícios físicos, descanso, sono e alimentação saudável. A higiene do espírito se faz pelas normas mentais que impedem as concepções negativas ou contrárias à razão.
  8. h) Justiça= a consciência da justiça é a compreensão que a liberdade de cada um acaba onde começa a liberdade dos outros. A justiça tem por fundamento o direito que proporciona a igualdade de todos perante a lei.
  9. i) Modéstia= é a virtude que não admite exageros no valor pessoal.
  10. j) Sinceridade= é a virtude que inspira a franqueza no que se diz, sobre o que se pensa ou se sente.
  11. k) Discrição= é a virtude pela qual o homem inspirado pela razão, não fala além do necessário.<br>l) Verdade= é o sentimento da realidade.
  12. m) Tranquilidade= é a predisposição mental através da qual o homem pode apreciar os demais elementos de seu caráter moral, em suas atividades.

O Homem Moral e o Homem Cívico

Homem moral é aquele que possui um caráter bem formado. Sua vida é orientada pelos valores espirituais como o amor ao próximo, a bondade, justiça, honestidade, etc.

Todo homem moral também é necessariamente um homem cívico. O homem cívico é aquele que com seu amor dignifica a sua Pátria.

Portanto, uma boa formação moral contribui para uma boa formação cívica.

A PÁTRIA – ELEMENTOS BÁSICOS DA NACIONALIDADE 

PÁTRIA – é o País onde nascemos e ao qual estamos ligados pelos laços profundos das tradições, costumes, língua, interesses, deveres, etc.

PAÍS – é uma região cujos habitantes vivem sujeitos ao mesmo governo, e geralmente, falam a mesma língua.

NAÇÃO – é o conjunto de indivíduos que tem a mesma Pátria.

POVO – é o conjunto de habitantes de um País. Compreende os nacionais e os estrangeiros.

Os elementos básicos da Nacionalidade são:

  1. a) Um território independente;
  2. b) Um povo com os mesmos ideais.

O território brasileiro nos foi assegurado pela descoberta e pelo domínio pacífico decorrente de acordos e tratados.

O povo brasileiro, que ainda está em formação, conta com povos de todos os continentes e de todas as raças.

Segundo a Constituição Brasileira, são considerados brasileiros:

1- Os nascidos no Brasil (mesmo filhos de estrangeiros);

2- Os filhos de brasileiros nascidos no estrangeiro, se vierem a residir no Brasil;

3- Os que adquirirem a nacionalidade brasileira pela naturalização.

Perdem a nacionalidade brasileira, os brasileiros que:

1- adquirirem outra;

2- quando, sem autorização do governo brasileiro, aceitarem empregos, comissão ou pensão de governo estrangeiro;

3- por sentença judiciária, quando praticarem atividades nocivas ao País.

DEVERES CÍVICOS 

Todo cidadão brasileiro tem deveres cívicos para com a Nação brasileira. São eles:

1- Amar a Pátria com dedicação;

2- Obedecer as Leis;

3- Respeitar as autoridades;

4- Pagar impostos;

5- Dedicar-se a um trabalho honesto;

6- Tomar parte das eleições;

7- Colaborar no bem público;

8- Instruir-se e instruir seus familiares;

9- Prestação de serviço militar.

AS ELEIÇÕES

Eleição é a escolha dos governantes feita pelo povo. As eleições podem ser:

  1. a) Diretas – quando o povo escolhe o candidato;
  2. b) Indireta – quando o povo elege os que escolherão o candidato para exerce cargos.

A eleição se faz por meio do voto.

Voto é a manifestação da vontade ou de opinião de cada pessoa que participa da eleição. O voto é um direito e um dever de cada cidadão.

O voto pode ser público ou secreto. Nossa Constituição estabelece o voto secreto e pessoal.

São eleitores todos os brasileiros maiores de 18 anos que se alistarem de acordo com a lei. Os analfabetos, os que não souberem falar a língua nacional ou não gozarem dos seus direitos políticos, não podem ser eleitores. O alistamento e o voto são obrigatórios para os brasileiros de ambos os sexos. O voto é facultativo aos jovens entre 16 e 18 anos às pessoas com mais de 70 anos de idade.

O voto é importante porque é através dele que são escolhidos homens honestos e competentes para cuidar do progresso do país.

SERVIÇO MILITAR

Serviço Militar é o aprendizado básico de noções militares. Sua finalidade é a de preparar homens para a defesa da Pátria. A idade para o alistamento e convocação para a defesa da Pátria é de 21 a 45 anos, ou o que for determinado se em época de guerra. Os jovens devem se alistar para o serviço militar aos 18 anos de idade.

 

 

 

martinasanchez Martina Sanchez

Sou paulista, nascida em Piraju. Formação universitária (Geografia e Pedagogia); Escritora. (Literatura infantil e Infanto-juvenil) – pesquisa em Naturismo, Esoterismo e Ciências Avançadas; e Poesias (inéditas). Em busca de novos horizontes espero partilhar conhecimentos, experiências, valores e sonhos por um mundo de Paz, Luz e Fraternidade. O entusiasmo pela novidade nos levou sempre a enfrentar os desafios e nos ensinou que a vida só tem valor se “cultivarmos nosso jardim” com boas realizações.

 


 

Outros Tópicos do tema

EDUCAÇÃO MORAL E CÍVICA – I
EDUCAÇÃO MORAL E CÍVICA – II
EDUCAÇÃO MORAL E CÍVICA – III
EDUCAÇÃO MORAL E CÍVICA – V
EDUCAÇÃO MORAL E CÍVICA – VI
EDUCAÇÃO MORAL E CÍVICA – VII
EDUCAÇÃO MORAL E CÍVICA – VIII
EDUCAÇÃO MORAL E CÍVICA – IX
EDUCAÇÃO MORAL E CÍVICA – X
EDUCAÇÃO MORAL E CÍVICA – XI


Vamos comentar isso?

%d blogueiros gostam disto: