EDUCAÇÃO MORAL E CÍVICA – VI

VULTOS NACIONAIS

Inúmeros são os nomes de brasileiros ilustres que contribuíram para engrandecer o nome de nossa Pátria. Relacionar todos não é possível. Vejamos alguns que se destacaram, bem como quais foram suas atividades:

I – NAS ARTES

A – Na LITERATURA

1- José de Alencar – autor de inúmeros romances (Iracema, O Guarani, Minas de Prata, O Tronco de Ipê, Senhora, etc);

2- Machado de Assis – escreveu “Don Casmurro”, “Iaiá Garcia”; etc;

3- Euclides da Cunha – autor de “Os Sertões”.

4- Monteiro Lobato – escritor de coleções infantis e obras para adultos.

5- Jorge Amado – autor moderno e de grande sucesso na atualidade.

6- Humberto de Campos – autor de “Crônicas”.

B – Na ESCULTURA

Destaca-se Antonio da Silva Lisboa “O Aleijadinho” seus trabalhos estão em Ouro Preto, Sabará, Congonhas do Campo e outras cidades mineiras.

C- Na MÚSICA

1- Antonio Carlos Gomes – compôs óperas. Autor de “O Guarani”, ópera baseada no romance de José de Alencar; “O Escravo”, “Maria Tudor”, etc.

2- Francisco Manuel da Silva – compositor do Hino Nacional Brasileiro;

3- Antonio Francisco Braga – compositor e Maestro – autor da música do Hino à Bandeira.

4- Heitor Villa Lobos – gênio musical moderno. Sua música é baseada no folclore brasileiro.

D- Na POESIA

1- Castro Alves – “O poeta da Abolição”;

2- Antonio Gonçalves Dias – poeta indianista;

3- Cassiano Ricardo – o poeta da Natureza;

4- Cláudio Manuel da Costa – chefe da “Escola Mineira”;

5- Olavo Bilac – chamado o “Príncipe dos Poetas”;

6- Guilherme de Almeida – poeta contemporâneo;

Outros – Vicente de Carvalho, Tomaz Antonio Gonzaga, Raimundo Correia, Olegário Mariano, Fagundes Varela, Casimiro de Abreu, etc.

E- Na PINTURA

1- Pedro Américo – que procurou perpetuar momentos de nossa história, com destaque para “O Grito do Ipiranga”;

2- Vitor Meirelles – “A Primeira Missa no Brasil”;

3- Cândido Portinari – tornou-se famoso e conhecido no mundo inteiro. Destaque para os murais no Edifício da ONU “Guerra e Paz”.

F – No TEATRO e no CINEMA

1- Roquete Pinto – pioneiro na rádio difusão e do cinema educativo;

2- Procópio Ferreira (o Mazaropi);

3- Leopoldo Fróes;

4- Martins Pena, etc.

G- Na ORATÓRIA

destacaram-se: Antonio Silva Jardim, Gaspar da Silveira Martins, Frei Francisco Mont’Alverde.

II – CIÊNCIAS E PROFISSÕES:

A – Aviadores:

Alberto Santos Dumont (O Pai da Aviação) e João Ribeiro de Barros;

B – Cientistas:

César Lattes – dedicou-se ao estudo da física nuclear, permitindo que o Brasil fosse incluído entre os países que participam das conquistas atômicas que caracterizam o mundo moderno.

C – Educadores:

1 – Antonio Caetano de Campos – edificou a escola de mesmo nome na capital paulista;

2- Roberto C. Simonsen – fundou o SESI.

D – Engenheiros e Arquitetos:

1- Francisco de Paula Bicalho – construtor de Belo Horizonte;

2- Francisco Pereira Passos – reforma do Rio de Janeiro – O Corcovado.

3- André P. Rebouças – projetos portuários.

4- Paulo Frontin – precursor do modernismo.

5- Cândido Mariano da Silva Rondon – “O Marechal Rondon” – C.N. de Proteção aos índios.

6- Oscar Niemayer – arquiteto de Brasília e outros projetos urbanísticos.

E – Médicos:

1- Dr. Emílio M. Ribas – diretor do serviço sanitário.

2- Osvaldo Cruz – combate à febre amarela.

3- Carlos Chagas – estudo e combate à “moléstia de Chagas”.

4- Dr. Zerbini – médico cirurgião – tratamento do coração e realização de transplantes.

F – Historiadores:

destacam-se: Pedro Calmon, Luis Câmara Cascudo, Silvio Romero, Capistrano de Abreu, etc.

G – Jornalistas:

1- Cipriano José Barata de Almeida – Nacionalista da Independência.

2- Quintino Bocaiúva – nacionalista da  República.

3- José Carlos do Patrocínio – “o gigante negro da Abolição”.

4- Cásper Líbero – fundou a primeira agência noticiosa do Brasil e instituiu a Corrida de São Silvestre.

H – Militares:

1- Luis Felipe Saldanha da Gama – revolta da Armada.

2- Carlos Machado Bittencourt – “Marechal de Ouro”.

3- Rafael Tobias de Aguiar.

4- Luis Alves de Lima e Silva – “Duque de Caxias” – patrono do Exército.

5- Manuel Luiz Osório – Patrono da Cavalaria do Exército.

I – Homens Públicos:

Entre muitos nomes de homens públicos que permitiram a construção da nossa nacionalidade destacamos alguns que foram marco na História da Pátria.

1- José Bonifácio de Andrade e Silva – “O Patriarca da Independência”.

2- José Maria da Silva Paranhos – o “Barão do Rio Branco” – diplomata.

3- Princesa Isabel – “A Redentora” – fim da escravidão negra no Brasil.

4- D. Pedro I – proclamou a Independência do Brasil.

5- Marechal Deodoro –  proclamou a República e foi o primeiro Presidente do Brasil.

J – Heróis Nacionais:

São considerados heróis nacionais:

1- Joaquim José da Silva Xavier – “Tiradentes” – o mártir da independência.

2- Felipe dos Santos.

3- Maria Quitéria de Jesus Medeiros – heroína da Independência – (batalhão “Voluntários do Príncipe D. Pedro”).

4- Anita Garibaldi – participou da guerra dos Farrapos.

5- Ana Nery – enfermeira na guerra do Paraguai.

6- Henrique Dias – guerras holandesas.

AS INSTITUIÇÕES, FAMÍLIA, NAÇÃO, ESTADO, IGREJA, ETC.

 

O homem não é apenas um ser naturalmente social. Ele é também, naturalmente grupal. Daí sua tendência espontânea institucional. Ou seja, sua tendência para estabelecer leis fundamentais para viver em sociedade.

O homem formou os grupos fundamentais que são:

1- Grupo doméstico – a Família

2- O grupo espiritual – Igreja

3- Grupo político – Estado

4- Grupo Militar – Forças Armadas.

5- Grupo Econômico – as Empresas.

6- Grupo Cultural – escolas e demais instituições.

FAMÍLIA- é a sociedade constituída pelo marido, esposa e filhos. Mas geralmente dá-se o nome de Família ao conjunto de todos os parentes.

A Família, base da Sociedade, é constituída através do casamento monogâmico. Casamento é o contrato voluntário entre um homem e uma mulher para fundarem uma Família. O casamento no Brasil era indissolúvel – atualmente existe o divórcio. Parentes são os indivíduos que pertencem à mesma família. São consanguíneos e afins, conforme a Lição nº. 3.

IGREJA- A Igreja é um grupo religioso organizado e institucionalizado. Como grupo religioso, uma Igreja abrange a comunidade dos crentes e geralmente o corpo de sacerdotes hierarquizados ou não.

Como instituição a Igreja apresenta:

1- Um sistema de preceitos dogmáticos, ritos e crenças.

2- Uma comunidade dos crentes e os órgãos administrativos.

3- Um equipamento material que consta de templos, conventos e objetos de culto.

ESTADO- é uma instituição para dirigir o País ou a Nação, dispondo de força para fazer cumprir as Leis e impor sanções a quem não as cumprir.

Num Estado há governantes e governados.

Governantes são os que dirigem as coisas públicas. Devem governar de acordo com os interesses gerais, respeitando os direitos de cada um e de todos. Devem governar com honestidade para promover o progresso material, intelectual, moral e cívico da Nação. Os governados são aqueles que devem obedecer às instituições e as Leis e trabalhar cooperando no progresso do País.

Governo é a direção visando o bem-estar comum. Quando não temos governo, se estabelece a anarquia.

Há duas formas de governo:

1-  Monarquia – o governo é exercido por um só chefe (rei ou imperador), autoridade suprema, geralmente hereditária e vitalícia.

2- República – o governo é exercido por chefes temporários, ou assembleias, eleitos pelo povo. é a Democracia = o governo do povo, pelo povo e para o povo.

A República pode ser:

  1. a) – Constitucional – o Presidente tem seu poder limitado pela Constituição.
  2. b) – Representativa – o Presidente não pode fazer nem modificar nada nas Leis sem o concurso das assembleias eleitas pelo povo.
  3. c) – Absoluta – o Presidente pode modificar ou abolir leis.
  4. d) – Despótica – quando o Presidente não está sujeito a nenhuma lei fixa.

Atualmente as monarquias e as repúblicas são Constitucionais representativas.

Há dois tipos de república Constitucional Representativa:

1-    Presidencialista – onde o único responsável é o Presidente da República que governa com os Ministros de Estado por ele nomeados.

2-   Parlamentarista – onde o Poder Executivo cabe aos Ministros que dependem do poder Legislativo.

As Repúblicas e Monarquias podem ser:

  1. a) Unitárias – dependem de um governo central.
  2. b) Federativas – são vários Estados com governos autônomos respeitando o poder central, expressos na Constituição.

O Brasil é uma República Federativa Constitucional Presidencialista. Portanto é um governo Democrático.

As vantagens da Democracia são:

 1- concede liberdades individuais;

 2- o povo conhece os atos do governo;

 3- os governos se renovam;

 4- predomínio da opinião da maioria.

FORÇAS ARMADAS- Toda Nação necessita de um instrumento de força para a defesa de seus ideais e interesses. As Forças Armadas brasileiras são formadas pela Marinha, Aeronáutica e Exército; elas constituem esse instrumento de segurança e defesa da Pátria e da manutenção dos poderes constitucionais, da Lei e a Ordem.

As Forças Armadas necessitam de um efetivo permanente que é aumentado em tempo de guerra.<br>A fim de preparar os homens para a defesa da Pátria, há o serviço militar  obrigatório para todos os rapazes com 18 anos de idade.

EMPRESAS- As Empresas são organizações de trabalho para prestação de bens e de serviços à Comunidade.

Elas podem ser:

  1. a) Públicas – quando são propriedade do Estado. Ex. Correios.
  2. b) Social – quando atendem a um grupo. Ex. Cooperativas.
  3. c) Privada – quando pertence a uma pessoa particular ou a um grupo em sociedade civil.
  4. d) Mista – quando usa capital público e privado.

ESCOLAS E INSTITUIÇÕES CULTURAIS- Cada grupo social ou cada Nação possui uma cultura. A cultura representa a vida intelectual, suas instituições e a maneira de viver.

Através das Escolas é difundida a cultura (conhecimentos intelectuais, artes, ciências, etc,). As escolas procuram tornar o homem em um cidadão útil a si e à comunidade.

Além das escolas há outras instituições que divulgam a cultura e procuram formar cidadãos conscientes. São: o cinema, o teatro, o rádio, a televisão, entidades científicas, clubes esportivos e sociais, etc.

 

 

martinasanchez Martina Sanchez

Sou paulista, nascida em Piraju. Formação universitária (Geografia e Pedagogia); Escritora. (Literatura infantil e Infanto-juvenil) – pesquisa em Naturismo, Esoterismo e Ciências Avançadas; e Poesias (inéditas). Em busca de novos horizontes espero partilhar conhecimentos, experiências, valores e sonhos por um mundo de Paz, Luz e Fraternidade. O entusiasmo pela novidade nos levou sempre a enfrentar os desafios e nos ensinou que a vida só tem valor se “cultivarmos nosso jardim” com boas realizações.

 


 

Outros Tópicos do tema

EDUCAÇÃO MORAL E CÍVICA – I
EDUCAÇÃO MORAL E CÍVICA – II
EDUCAÇÃO MORAL E CÍVICA – III
EDUCAÇÃO MORAL E CÍVICA – IV
EDUCAÇÃO MORAL E CÍVICA – V
EDUCAÇÃO MORAL E CÍVICA – VII
EDUCAÇÃO MORAL E CÍVICA – VIII
EDUCAÇÃO MORAL E CÍVICA – IX
EDUCAÇÃO MORAL E CÍVICA – X
EDUCAÇÃO MORAL E CÍVICA – XI


Vamos comentar isso?

%d blogueiros gostam disto: