Buraco na camada sobre a Antártida parou de crescer

Em meio a um mar problemas e más notícias, eis que surge algo alvissareiro! Uma boa notícia nos foi dada, sobre a já tão conhecida “Camada de Ozônio” que nela, há algum tempo atrás surgiu um buraco enorme que deixava passar os raios ultravioleta (UV), oriundos do Sol em uma quantidade nefasta à população e ao meio ambiente.

ozon1Muitas discussões foram travadas a nível mundial para se tentar chegar a uma solução para o enorme problema que se apresentava na época e chegou-se ao Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (Pnuma), o Protocolo de Montreal de 1987, que regulava a emissão desses gases e que impediria dois milhões de casos de câncer de pele por ano até o ano de dois mil e trinta.

Para muito céticos esse seria mais um programa que não passaria do papel, como tantos, mundo afora. Mas agora estamos recebendo a informação de pesquisadores da Organização Meteorológica Mundial (OMM) e pelo Programa Ambiental da ONU (UNEP) de que o buraco estacionou e começa lentamente a regredir.

ozon2Os cientistas dizem que a recuperação se deve à determinação política para eliminar progressivamente os gases clorofluorcarbonos (CFCs) que destroem o ozônio, que antigamente eram disseminados por diversos produtos de uso cotidiano, como desodorantes e antigas geladeiras, que também se utilizavam desse gás.

O que muito nos alegra é que as indústrias envolvidas sentiram a existência do problema e tomaram providências para sua correção, isso não é muito comum em nossos meios.

Nós e o meio ambiente, agradecemos…

03

#Disse
Carlos Leonardo

Matéria base da opinião
Camada de ozônio dá sinais de recuperação, segundo documento da ONU

Fonte: O Globo


Leia também:


 

Vamos comentar isso?

%d blogueiros gostam disto: