Uma grande data a comemorar: “O dia da Pizza”

pizza1Na data de ontem, dia 10 de julho, comemorou-se uma das datas mais importantes a todos os brasileiros, “o dia da Pizza”. De uma origem indefinida, há quem acredite que foi criada entre os gregos, outros na Roma antiga, mas o certo é ela foi aprimorada aqui no Brasil.

Ouvi recentemente que somos a segunda nação em consumo de pizza e que estamos lutando muito para nos tornarmos a primeira. É muito comum em qualquer cidade, por menor que seja, encontrarmos diversas pizzarias com qualidades maiores ou menores em seus produtos. A variedade de sabores e de formatos traz a esta especiaria quase que brasileira um desejo muito grande devorá-las.

pizza2Outro fator de destaque na escolha de sua pizza preferida é a arte do pizzaiollo. Há grandes mestres na confecção e no acabamento das pizzas que nos deixam de “bocas abertas” em ver tamanha capacidade e sutileza.

Pizzarias grandes e pequenas se espalham Brasil afora, reúnem muita gente à sua volta para deglutir suas artes, mas nada se compara a duas grandes casas de pizza no Brasil e que merecem todo nosso reconhecimento, a Pizzaria Senado e a Pizzaria Câmara. Elas competem-se entre si na produção e na qualidade de suas pizzas.

pizza3Ambas detêm em seus quadros funcionais os maiores pizzaiollos brasileiros e observem têm de ser brasileiros para poderem estar em qualquer uma dessas casas. O mais interessante é que nas duas casas quem contrata esses pizzaiollos é o próprio freguês. Pagam-lhes grandes fortunas mensalmente para que façam seus trabalhos perfeitamente e em troca dessas benesses todas podem ingerir “goelas abaixo” grandes e caprichadas pizzas, às vezes eles resolvem por criar algo diferente e ofertam à população endoidecida, pizzas requentadas de criações anteriores.

Ultimamente tem entrado no mercado brasileiro, degustador ávido de pizzas, uns produtos diferenciados e de tamanho muito maior que as habituais fornecidas pelas duas casas acima, abrangem muito comedores por unidade, trata-se da Pizzaria STF. Seus pizzaiollos são de maiores qualificações e não são contratados pela freguesia, mas sim, são indicados a exercerem esse cargo de pizzaiollo, pelos comandantes da Nação. Por se tratarem de funcionários indicados e não contratados, a freguesia não tem como interferir na produção das pizzas, às vezes pede-se um tipo de pizza e recebe outro, quase sempre de qualidade inferior e menos saborosa.

De qualquer forma, vamos vivendo… E viva o dia Pizza!

#Disse
Carlos Leonardo

 

Vamos comentar isso?

%d blogueiros gostam disto: