Estamos desistindo de marchar por nada, Brasil

protest1Temos a nítida impressão de que o povo brasileiro já não aguenta mais tanto protesto, tantas passeatas e em resposta só recebem “blá-blá-blás” dos políticos e da justiça brasileira. Por mais que tentemos acreditar que possa existir uma solução ao menos paliativa para o desastre brasileiro, a má intenção de políticos aliado à má vontade da justiça brasileira mostra-nos um quadro definitivo: “não há como acertar com medidas amigáveis”.

A prova disso tudo é data esperada de trinta e um de julho onde se prometiam de ambos os lados passeatas e manifestações efusivas e marcantes pelo Brasil inteiro, porém o que se viu foi pequenos grupos que se juntaram se manifestarem pró ou contra vários temas.

protest2Entendemos que intencional e desarticuladamente diversos setores governamentais procuraram congestionar as pautas reivindicatórias das manifestações e com cada pequeno grupo reivindicando algo diferente, não houve massiva adesão a nenhuma ideia. Mas o que mais chama a atenção é a falta de elementos participantes em quaisquer grupelhos, fica muito clara a insatisfação dos brasileiros para os resultados até hoje apresentados pela justiça e pelo comprometimento dos políticos de um modo geral.

O que se viu neste domingo de manifestações coletivas e antagônicas Brasil afora, foi a inegável desilusão dos participantes a favor da Presidente afastada, todas as ameaças tornaram-se obsoletas e sem qualquer fundamento. Os próprios participantes já não acreditam mais na eficácia de qualquer tentativa, estão minguando-se. protest3A cada dia que passa menos e menos participantes se arriscam a se exporem a agressões e ao ridículo imposto a uma minoria.

Por outro lado, simpatizantes da oposição ao governo deposto, parecem estar desiludidos com as respostas dos mandatários da justiça brasileira e com medo do que possa estar vindo com a possível assunção do Presidente em exercício. Têm conhecimento de que mais sacrifícios serão necessários, porém já não estão aguentando a carga imposta às suas costas pelos erros e falcatruas dos últimos governantes.

protest4Não soubemos tratar com a Constituição Brasileira, somos reféns de nossos próprios erros, de nossas escolhas erradas em termo de governantes. Somos um povo alegre, porém ingênuo e desinformado, acreditamos em todos que tenham facilidade de conversa, de fazer promessas, de nos ludibriar com notícias promissoras com uma intenção velada de ocultar coisas que não deveríamos conhecer.

#Disse
Carlos Leonardo ٨٧

 

Vamos comentar isso?

%d blogueiros gostam disto: