Portar ou ostentar cartazes, bandeiras… E daí?

ftemer1Nós estamos ficando chorõezinhos demais, não estamos? Qualquer coisa serve de argumento em discussão na mídia. Seria falta de assunto ou seria frescura mesmo? Ora, ora, ora, parece-me que expressar-se publicamente os sentimentos ou desejos, seja um ato agressivo. E isso não está diretamente ligado a movimento de lado algum isso está implícito nos direitos universais de cada um. Para isso não deveria existir uma lei específica, não há necessidade disso, como fez a senhora presidente afastada Dilma Rousseff ao publicar a lei nº 13.284 em seu artigo 28. ftemer2Com essa publicação, só deu mais “pano para manga” aos reclamantes profissionais dos direitos políticos.

Errou o governo ao fazer vistas grossas aos atos truculentos executados para atender à determinação do COI sobre as normas olímpicas do Rio 2016. Vejamos, que se esforcem para não deixar transparecer na mídia mundial manifestações ativistas reflexo da situação política do país, é completamente aceitável. Que se movam as lentes das câmeras para outros focos não dando ênfase a elas, está dentro da lógica de proteção do evento. ftemer3Realmente os eventos internacionais, principalmente os esportivos, não têm nada a ver com a complexidade política de qualquer nação.

ftemer4Mas como a onda em destaque na mídia mundial é a situação política desastrosa e a situação calamitosa da economia brasileira, esses pequenos erros, decisões equivocadas, são “um prato de sopa ao faminto”, dadas de mãos beijadas aos repórteres ávidos por qualquer “disse-me-disse” sobre nossa incapacidade. A verdade é que estamos promovendo uma tempestade num copo d’água, não razão nenhuma fazermos tanto estardalhaço. Isso é só matéria para jornal e por sinal, matéria negativa, novamente.

#Disse
Carlos Leonardo ٨٧

Artigo base da análise
Justiça proíbe repressão a manifestações políticas na Olimpíada

Fonte: Jornal do Brasil

 

============ DEIXE ABAIXO, SUA OPINIÃO SOBRE O ASSUNTO ============

Vamos comentar isso?

%d blogueiros gostam disto: