Agradecemos a disponibilidade dos cubanos… É sério?

“Agradecemos a disponibilidade dos cubanos em estar nos apoiando mesmo sabendo que nosso objetivo não é manter ‘ad aeternum’ essa cooperação”, afirmou o ministro Ricardo Barros.


Ministro da Saúde, Ricardo Barros, durante coletiva após anúncio de mudanças em Mais Médicos nesta terça-feira (20) (Foto: Gabriel Luiz/G1)
Ministro da Saúde, Ricardo Barros, durante coletiva após anúncio de mudanças em Mais Médicos nesta terça-feira (20) (Foto: Gabriel Luiz/G1)

Constantemente distorcemos a realidade e nos adaptamos a ela. Esse é um caso gritante dessa distorção. Existem muitas razões para que isso tivesse ocorrido, desde o desinteresse dos profissionais médicos brasileiros até a falta de atenção do governo federal para o caso da saúde. Nossos profissionais médicos se apinham e disputam fatias cada vez mais concorridas dos grandes centros e viram as costas aos locais mais distantes e menos promissores profissionalmente.

mmedicos1Perdeu-se aquele tradicional conceito de médico que acompanha a família, desde o bisavô até o neném da família. A medicina se dividiu hoje em dia em especialidades cada vez específicas, um médico que cuida de um dedão de um pé com uma unha encravada, não é o mesmo que cuida de um dedão de um pé que deu uma topada. Brincadeiras à parte, mas num país cheio de “mimimis”, “dodóis” e reclamos constantes em que vivemos, justifica-se uma medicina recheada de prognósticos e recomendações.

mmedicos3Mas daí ficarmos totalmente agradecidos aos voluntários estrangeiros que fazem nosso trabalho, que digamos de passagem, porque não o queremos fazer, pois temos contingente de profissionais necessários para isso, é pura celebração de feitos de ideologias divergentes das origens brasileiras. mmedicos4Eles eram e são bem pagos e muito bem pagos para isso, talvez, se atenção a eles destinadas fossem dadas aos médicos brasileiros recém-formados à época, não tivéssemos que estar todos derretidos pela gratidão alheia [pagas por sinal] a nós dispensadas.

Somos um povo de “Maria vai com as outras” mesmo, vivemos exclusivamente em função dos pensamentos de umas poucas cabeças, às vezes de centro outras de esquerda que norteiam esse gado brasileiro sem sinueiro. Não temos opinião formada para nada, nossas opiniões oscilam ao vagar das ondas, ao sentido do vento. Acreditamos em tudo e em todos, somos servientes demais…

#Disse
Carlos Leonardo ˄˅

Artigo base da análise
Ministério pretende reduzir número de médicos cubanos no Mais Médicos

Fonte: G1.globo.com

Leia também os artigos correlacionados:

 


============ DEIXE ABAIXO, SUA OPINIÃO SOBRE O ASSUNTO ============

 

Vamos comentar isso?

%d blogueiros gostam disto: