Respeitar para ter respeito?

respeito1Nestes tempos de guerra psicológica partidária em que se encontra o Brasil, as barbaridades se alastram em quantidades e formas de expressão. Seguindo um caderninho de regras de implantação do sistema comunista em um país, está o incentivo a jovens rebeldes a aderirem ao anarquismo e ansiar pela realização do socialismo. Essas etapas são bem explicitadas na sequencia dos acontecimentos que estamos presenciando.

respeito2Uma das regras essenciais para esse objetivo é o fatiamento da sociedade, a divisão em partes desiguais de grupos com ideologias diversas e não aliáveis entre si. Conseguido o atingimento dessa etapa, a destruição dos valores incutidos nessa sociedade estaria completada e o domínio dos pequenos grupos rebeldes à ideia seria em muito facilitado.

pixac1É muito fácil identificar esse sequencial de acontecimentos se acompanharmos as notícias publicadas. Relembre você os últimos acontecimentos em manifestações extremamente agressivas à sociedade, em nome de causas direcionadas ao governo atual ou anteriormente, aos processos do impedimento do exercício da ex-Presidente Dilma Rousseff. As notícias nos chegam de forma desencontradas e não há uma sequência lógica dos acontecimentos, eles são isolados. Ouve-se sobre a invasão em uma fazenda produtiva, ultimamente as invasões não se restringem a áreas improdutivas, de repente, sem qualquer ligação com o fato anterior há uma barreira de pneus queimados paralisando o tráfego de uma região ao mesmo tempo em que há invasão e destruição de prédios públicos, de autarquias. pixac2Isso tudo sem contar com as infindáveis passeatas nos grandes centros das capitais, onde queima, depreda tudo o que há pela frente, imóveis comerciais são atacados e destruídos, saques e mais saques…

pixac3Presenciamos esses atos de loucura, de insanidade às vistas do Brasil e do mundo, sob a alegação de manifestação em protesto em oposição à imposição capitalista em cujo berço vivemos. Com o desmoronamento da estrutura política da massa vermelha no Brasil, grupelhos com poucos adidos passam a executar atos isolados de agressividade, de pichações, de guerra nas mídias, desvirtuando fatos para que possam representar um quadro de incompreendidos pobres lutadores a favor do sofrido povo brasileiro. Não param por um instante sequer para pensar que só estão prejudicando a Nação que tanto dizem defender. Numa economia altamente comprometida em que nos encontramos, qualquer pequena despesa que seja imposta à Nação, é do já furado bolso do brasileiro que sairá o pagamento, inclusive desses espertalhões que saem às ruas fazendo anarquia… Já pensou?

#Disse
Carlos Leonardo ˄˅

Leia também os artigos correlacionados:

 

 


============ DEIXE ABAIXO, SUA OPINIÃO SOBRE O ASSUNTO ============

Vamos comentar isso?

%d blogueiros gostam disto: