Amalucados ou desesperados?

povo1Entendemos sua posição senhor General. Realmente a função principal sua e de seus comandados são o de proteger a Presidência do País e ao seu País, ponto. Mas a leitura da sequência dos fatos e dos acontecimentos é algo que transcende aos limites de uma função. Por exemplo, a função do povo é de promover a ordem social, trabalhar pelo seu engrandecimento e consequentemente, o do País que o Senhor deve defender, de eleger os administradores do País que o Senhor irá defender.

Um povo que nunca buscou questionar os mandos e desmandos dos eleitos que o Senhor defende, sente-se neste instante traído, ultrajado e espezinhado por esses eleitos que o Senhor tem por obrigação, defender. De cima dos tacões de seu coturno, senhor General, nunca se enganou? Nunca se sentiu ultrajado, passado para trás? Como se sentiu há pouco tempo atrás quando lhe tiraram todo o púlpito de seu poder e só podia dizer amém ou idem?

povo2Pois é General, não faço parte dessa turba de malucos, como o senhor diz, não sou movido a ideologias pré-programadas, só sou um idoso que sente na pele os efeitos de tanta roubalheira, de tantos desvios de verbas que nós geramos à mesma Pátria que o senhor jurou defender. Ela está sendo lentamente abatida, senhor General e por isso não se configura um ataque que os desperte, até que não exista mais um País para o senhor defender.

Por isso, senhor General é que o senhor deveria repensar um pouco nas reações dos brasileiros em geral, não só desses pobres coitados que se expuseram sem objetividade, mas já imaginou quando isso se tornar um levante nacional? Esses apelos que te fazem não são pelos seus cabelos brancos ou olhos lindos que possa ter, por ser educado e prestativo, por ser adepto da defesa de sua Nação. povo3Não, não é por isso, não. Eles estão desesperados, eles estão sem horizontes, não um nome no País em que possam ancorar suas esperanças de justiça, suas esperanças de verem os bandidos que se alojaram no poder, serem justiçados.

É triste de se dizer, mas nossa democracia não tem representatividade e nem poder para se auto ajustar e eliminar as maledicências que hoje a assolam. Em tempos remotos, antepassados seus, descolaram o fardamento das cadeiras acolchoadas em couro para saírem em ajuda à outra representatividade que o senhor deve defender, a Nação. E o que é a Nação, senhor General?

povo4Não está mais se questionando se os anos da ditadura militar foram bons ou maus, mas nós que olhamos daqui do andar de baixo da Nação, nós que trabalhamos para poder ganhar nosso parco sustento e não temos tempo para políticas, sabíamos que para nós, os militares não fizeram nada de mau, até nos protegiam. Não havia bandidos de espécie alguma. Havia ordem e lei, a qualquer custo! O que sabemos é que a continuarmos assim, não teremos futuro algum. A ninhada está a cada dia aumentando e faltarão queijos aí nos altos do Planalto e então cairão muito mais fortemente em nossas cabeças… Senhor General.

#Disse
Carlos Leonardo ˄˅

Artigo base da análise
Exército diz que ‘malucos’ apoiam intervenção

Fonte:   Veja

Leia também os artigos correlacionados:
Grupo pró-intervenção militar invade plenário da Câmara
Manifestante confunde bandeira do Japão com símbolo comunista

 


============ DEIXE ABAIXO, SUA OPINIÃO SOBRE O ASSUNTO ============

Vamos comentar isso?

%d blogueiros gostam disto: