E não é que Francisco tem razão…

desastres1É incrível como nos acostumamos a ouvir palavras chulas, a língua portuguesa usada no Brasil está deturpada, acrescida de muita gíria, de muitos palavrões, como se normal fossem. Crianças as utilizam com a maior naturalidade e os adultos acham graça nisso. Mas isso é apenas uma amostra de nossa degradação. Cultuamos o vício de ultra valorizar os efeitos de desastres, de notícias ruins, de catástrofes e hecatombes. desastres2É muito comum encontrarmos pessoas reunidas em grupos discutindo avidamente esses temas, nos flui muito facilmente palavras para enaltecer esse tipo de acontecimento, gostamos de cuidar da vida alheia.

Com uma luva de pelica, Papa Francisco, como analogia, tarjou esse modo de agir de coprofagia e ele está coberto de razão. Da mesma forma que ele comenta que a mídia descobriu essa tara na grande maioria das pessoas e as explora sem qualquer restrição ou respeito à boa educação. desastres3A isso, Francisco chamou de coprofilia, realmente há uma compulsão em divulgar cada vez mais, notícias vinculadas aos desastres naturais ou criadas pelo próprio homem e fazê-los deglutir goela a baixo.

E nós absorvemos esses excrementos todos e nos achamos importantes em estar por dentro de tanta notícia, de tanto desastre acontecendo mundo afora. Não damos oportunidade a notícias boas, a novidades que possam mudar nosso dia a dia, nossa saúde, nossa vida. desastres4Notícias assim não chamam a atenção porque são elitizadas ou segmentárias na sociedade, quase sempre o povão é o último, a saber, ou receber seus benefícios, então não bola.

É Francisco o mundão está de pernas para o ar, só você em sua santa Paz é capaz de nos aquiescer, de nos respeitar. Ninguém mais faz isso, nem mesmo, nós próprios. Mudamos muito, o mundo não é mais aquele que conhecíamos as notícias boas ou ruins, chegam cedo demais. Atropelam nosso senso de compreensão e nos confunde a cabeça, uma cabeça não muito firme e consciente de como deveria ser.


Coprofilia
Substantivo feminino, interesse p00sicopatológico por fezes de um modo geral, e especialmente, sua associação ao prazer sexual.

Coprofagia
Substantivo feminino, prática de comer fezes.
Modo de alimentação de certos animais (insetos, aves etc.), que se nutrem de esterco.


#Disse
Carlos Leonardo ˄˅

Artigo base da análise
Papa critica atração da mídia pelo escândalo

Fonte:   em.com.br

 

 


============ DEIXE ABAIXO, SUA OPINIÃO SOBRE O ASSUNTO ============

Vamos comentar isso?

%d blogueiros gostam disto: