Como pode coisas assim acontecerem e ninguém ver?

Fico cá pensando, nas menores empresas que possa existir por estas terras, elas têm sempre um gerente ou próprio dono do negócio para controlar e administrar. Aí eu me pergunto, porque e como uma empresa gigante do cenário nacional deixa que sejam tomadas decisões que denigrem a imagem da empresa e ao mesmo tempo lesa sua clientela, a razão dela existir.

Como pode por interesse de alguém, isoladamente, e é só essa a explicação plausível para o incidente, a empresa deixou que fossem cobradas indevidamente produtos sem qualquer ligação com os serviços por ela prestados.
Não houve um administrador sequer, em toda a organização que por um lapso de idoneidade, detectasse o roubo disfarçado de débito incluído na já pesada conta de luz.

A simples decisão de devolução do valor em dobro do cobrado indevidamente, que já é uma obrigatoriedade básica de ressarcimento, deveria haver uma compensação pecuniária a título de ressarcimento ao ato de “lesa persona”. Se a situação fosse inversa, certamente a empresa seria ressarcida de suas perdas e haveria uma cobrança adicional a título moratório para repor eventuais despesas contábeis.

#Disse
Carlos Leonardo ٨٧

Reportagem base na opinião:
Empresas farão devolução em dobro de cobrança indevida na conta de energia
Fonte: O Globo

Leia também os artigos relacionados:

Para você, um “Convite à Prosa…
“Que acha da reposição em dobro ao cobrado indevidamente, é suficiente?”


 

Vamos comentar isso?

%d blogueiros gostam disto: