Olha a cabeleira do… ihhh, isso não pode!

Não sou muito adepto do Carnaval, mas também não sou contra. Cada um faz ou diverte-se como quer. Mas fico muito impressionado com a criatividade do brasileiro e no Carnaval então, isso vai ao ápice. Estava ouvindo minha estação de rádio predileta de manhã, como faço todos os dias e ouvi a repórter enaltecendo a abertura dos blocos em Florianópolis/SC. O nome que foi dado ao evento me fez ligar os neurônios que ainda estavam meio lentos, lentos… “O enterro da tristeza”, pois é, gostei da frase, que legal. Tudo o que queremos em nosso dia a dia é enterrar nossas tristezas e sorrir, não é?

Só não aguentei e comecei a rir idiotamente, feito um louco, quando ela anunciou que o “O enterro da tristeza” seria abrilhantado pelo já famoso “Bloco dos Sujos”, ah, isso foi demais… Não há como não ligar as brincadeiras de Carnaval com as piadas prontas de nossa política. Tudo o que ansiamos é enterrar nossas tristezas geradas pelo bloco dos sujos lá do Planalto Central. Eles fazem muito mal à Nação. Mas há mais coisas que rabiscam as alegrias momísticas dentro de nosso próprio povo.

Estou falando dessa turminha militante ridícula e ignorante que insiste em buscar “pelo em ovo” constantemente, chegando ao ridículo de tentarem e digo tentarem, porque isso é impossível controlarem, isto é, só vão ficar no choro por falta de chupeta, bloquearem as execuções das tradicionais marchinhas carnavalescas, por serem homofóbicas ou preconceituosas. Aonde eles imaginaram festividades de Carnaval sem: “Olha a cabeleira do…”, “O teu cabelo não nega…”, “Maria sap…”, e muitas outras mais… Há ainda uma questionável proibição e isso não se deve à turminha da chupeta, dos mimimis, mas sim aos politicamente corretos da Nação, imagine só o que querem: “Carnaval sem álcool”, você é capaz de imaginar um Carnaval a seco?
Éééé… O Brasil está muito fresco! Então vamos: “Ilariê, ilariê, ô, ô…” Bom Carnaval a todos!

#Disse
Carlos Leonardo ٨٧

Para você, um “Convite à Prosa…
“Que tal bailes de salão com fantasias e Ilariê?”


 

Vamos comentar isso?

%d blogueiros gostam disto: