Será que a hora é essa, senhoras?

Sem entrar no mérito das reivindicações e dos posicionamentos do governo do estado do Pará e até do governo federal, a pergunta volta-se para outro lado. O lado do aproveitamento da situação conflituosa por parte de pessoas que não estão nem um pouco preocupadas com os problemas desse grupo de pessoas, mas sim com os próprios umbigos.

Policemen, firefighter and relatives take part in a protest of policemen and firefighters along the historic centre of Rio de Janeiro, Brazil on February 9, 2012. Rio’s police and firefighters personnel warned that they will go on strike in case they don’t get a pay rise. More than 200 military police on strike over pay peacefully left a Brazilian state legislature Thursday ending a nine-day standoff after the arrest of their leader, officials said. AFP PHOTO/VANDERLEI ALMEIDA

Há uma orquestração sistêmica de ações desestabilizadoras para as pretensões dos programas governamentais. Desde que se dividiu o País em prós e contras o governo empossado, há uma não declarada guerra aos moldes da extinta guerra fria de EUA x CCCP.

Sabotagens e mais sabotagens acontecem na calada da noite em conchavos com finalidade de destruir ou popularizar os pontos fracos e erros do lado adversário. O custo desses atos são estarrecedores, uma vez que são explorados a ingenuidade e o desentendimento da população. São manipuladas e incentivadas a fazerem coisas que se estivem pensando por si só, não fariam, comprometem-se ou tornam-se coniventes com atos denigrentes à moral e idoneidade pessoal.

Exemplo típico é o que acontece com essas esposas. Literalmente estão sendo ocultamente manipuladas, por mais que seus reclamos sejam legítimos e respeitáveis, não justificam a maneira com que estão sendo feitos. Há uma clara ligação de acordos paralelos e concomitantes, com meliantes para que se instalem esse caos em que estamos vendo.

A manada desmiolada segue militantes infiltrados que incentivam-nas à destruição de bens de terceiros, a saquearem, a destruir. Impossível acreditar que essas ações de barbárie retratadas pela mídia, sejam atos de pensamentos únicos e isolados da população.

#Disse
Carlos Leonardo ٨٧

Reportagem base na opinião:
Mulheres de PMs no PA pedem reajuste e relatam carga de trabalho

 Fonte: Notícias Uol

Leia também os artigos correlacionados:

Para você, um “Convite à Prosa…
“Você acredita que a população está revoltada sozinha? Sem incentivo?”

 

Vamos comentar isso?

%d blogueiros gostam disto: