Afrouxo de decisão gera isso…

No Brasil, as decisões são morosas e cumprimento dessa decisão é quase sempre relegada a segundo plano, dependendo dos interesses e acordos extraoficiais.

Ângela e Cláudia foram detidas na Operação, por suspeita de organizarem o movimento grevista (Foto: Reprodução/ TV Gazeta

Uma série de acontecimentos graves e de barbáries que ocorreram no Espírito Santo há pouco tempo atrás é um exemplo dessa morosidade da Justiça e seus executores.

O lento desenrolar dos acontecimentos gera uma sensação de impunidade, de esquecimento e isenção de culpabilidade pelos atos que foram condenados. A consequência direta da assunção de isenção é o incentivo maior para novas e mais agressiva medidas a serem tomadas pelos ativistas.

Quando se quebra apenas a coluna da víbora, ela vira-se e o ataca como se

Movimentação em frente ao Gaecco, em Vila Velha. Operação em relação à greve da PM (Foto: Diony Silva/ CBN Vitória)

nada houvesse acontecido, ela está apenas paralisada, mas muito viva.

É isso que acontece quando executores da Justiça, seja ela qual for, fazem um alarido para satisfazer e se mostrar exequente às mídias, mas não têm pressa alguma para que efetivamente isso ocorra. Novas veias ativistas se formam fundamentadas nas ações anteriores que passaram à primeira vista, despercebidas.

Ao menos dessa vez, abortaram o crescimento dessas veias específicas de cunho político disfarçado em ato reivindicatório de perdas e melhorias à classe envolvida, que por sinal, deveriam nos defender de acontecimentos assim.

#Disse
Carlos Leonardo ٨٧

Reportagem base na opinião:
Presos por envolvimento em greve da PM são levados para quartel no ES
Fonte: Globo

Leia também os artigos correlacionados:

Para você, um “Convite à Prosa…
“Se as punições já tivessem ocorridas, teríamos um novo movimento se iniciando?”

 

Vamos comentar isso?

%d blogueiros gostam disto: