O que esperar de um povo assim?

Vendo acontecimentos assim, notícias como essa abaixo citada, temos a sensação de perda de direito sobre nossas reclamações com políticos corruptos e desviadores de verbas governamentais. À medida que tomamos conhecimento de fatos assim tão denigrentes da moral, passamos a acreditar que a raiz de nossos problemas não é a corrupção política como apregoamos, mas sim, educacional de um povo.

Somos levados a acreditar que setores da sociedade estão corrompidos e tendem a terem casos de desvios e subtração de verbas, mas esses acontecimentos são fatos isolados e pontuais. Apresentam-se como simples pontos obscuros num ambiente em perfeita harmonia. Aproveitando-se da característica do brasileiro de aquecer até ebulir o instante e de repente, esquecer-se por completo, como se nada houvesse acontecido, as notícias de desvios de condutas se sucedem em setores isolados à forma de o povo não conseguir ligar um fato ao outro.

Com isso, as escapadas de responsabilização são constantes e os processos caem no esquecimento e morrem. Somos uma Nação sem memória. Como esses médicos, centenas de outros praticam atos iguais ou semelhantes, todos já ouviram falar em algo parecido. Podemos nos considerar coniventes porque não foi conosco e não fizemos nada a respeito. Somos um povo que não respeita o direito do outro, que nos colocamos acima de tudo em qualquer situação. Quase sempre. Quase todos.

#Disse
Carlos Leonardo ٨٧

Reportagem base na opinião:
Médicos são presos por cobrar procedimentos oferecidos pelo SUS
Fonte: Globo.com

Para você, um “Convite à Prosa…
“Não temos conhecimento de algo semelhante?”

 

Vamos comentar isso?

%d blogueiros gostam disto: