Remanso, uma solução simples

Técnica usa troncos de eucalipto para reduzir a velocidade do rio
Foto: Reprodução/TV Gazeta

Lembro-me de quando era garoto, costumávamos fincar paus no leito do rio para criar o tal remanso, isto é, quebrar a correnteza do rio para podermos fazer uma “ceva”. Colocando-se alimentos deteriorados, ramas de mandioca, em pouco tempo peixes começavam a parar ali, para descansar da correnteza e se alimentarem. Então ali passava a ser um excelente local para pesca.

Nunca paramos para pensar que estávamos ajudando o ecossistema. Se bem que naquela época estava muito longe de acontecer em nosso meio, o conceito de ecologia.

Rio Mangaraí em Santa Leopoldina, na região Serrana do Espírito Santo
Foto: Reprodução/TV Gazeta

Agora vemos com muita alegria que o processo simples e tão usado pelos caboclos esteja sendo tratado como uma maneira de ajuda no desassoreamento de rios, de reoxigenação das águas e de criação novos habitats para espécies diversificadas de peixes.

Medida simples que pode ser feita por qualquer um que se sinta tocado em ajudar a melhorar a biodiversidade, sem necessidade alguma de envolvimentos políticos, sem utilização de verbas especiais e mais ainda, da boa vontade de personalidades influentes na sua cidade. Você pode fazer, não haverá qualquer prejuízo para a natureza e nem às utilizações ribeirinhas.
A natureza agradece…

#Disse
Carlos Leonardo ٨٧

Reportagem base na opinião:
Técnica usada pela 1ª vez no Brasil faz rio no ES voltar a ter vida
Fonte: Gazeta Online

Para você, um “Convite à Prosa…
“Podemos ajudar?”

 

Vamos comentar isso?

%d blogueiros gostam disto: