Valeu a pena Tiradentes?

Em sua época Tiradentes, os valores pessoais eram outros. Valorizavam-se a honradez, a palavra dita, a hombridade, a coragem, o civismo e tantos outros adjetivos que engrandeciam o homem. Por isso se justificavam as lutas, a defesa de ideais, a crença de um futuro promissor e engrandecedor da Pátria-Mãe.

Hoje, vive-se numa Pátria destroçada, com mínimas possibilidades de se manter, com parcas esperanças de crescimento nos próximos anos. Somos dirigidos por pessoas baixas. Os ideais desta Pátria foram totalmente substituídos, em seu lugar nasceu a vantagem, nasceu o roubo descarado, nasceu a pária administradora.

Um povo sofrido e resignado com a sua sorte, submisso à ideia de não ter com quem contar, de não ter um ícone que possa ser considerado não corrupto e não corrompido. De ver sua democracia criar e vomitar leis e mais leis que beneficiam grupos isolados e patrocinadores de propinas para que exista um voto leal de um político corrompido.

O povo não tem direito algum a não ser o de votar, e nem isso sabe fazer direito. Por esse direito também é corrompido com troca de voto por galinhas, por próteses dentárias e sabe-se lá que coisa qualquer. Um povo que cria uma corja de elementos sabidamente desonestos e corruptos em sua região para comandar um País continental. Um País que o bandido eleito só se torna conhecido tardiamente e integrado na corruptora e corrompida máquina administrativa.

Novamente eu te pergunto Joaquim José da Silva Xavier, valeu a pena morrer nas condições ultrajantes em que morreu para os filhos desta terra que tanto amou a destruíssem e envergonhassem o nome de Brasil? Que estampassem um rótulo de povo corrupto, de povo corruptor, de maus elementos que contagiaram diversas nações?
Desculpe-nos por nossa falta de honradez, de não mantermos nossa palavra dita, de não termos hombridade,  coragem, civismo e tantos outros adjetivos que deveriam engrandecer o homem brasileiro.

#Disse
Carlos Leonardo ˄˅

Para você, um “Convite à Prosa…
“Repense e tenha um bom feriado.”

 

Vamos comentar isso?

%d blogueiros gostam disto: