Depoimentos que nos dão asco

Ouvindo trechos dos depoimentos dos delatores da JBS, é quase impossível deixarmos de sentir um arrepio que percorre nossa espinha, uma sensação de asco, de repúdio, de nojo mesmo. A forma com que são ditos os descalabros, fazem-nos crer que os acontecimentos são tão corriqueiros, como que falássemos que iríamos trocar de meias, de comprar novas meias…

Pagamos “x” milhões para comprar deputados, para comprar partidos…” É possível uma coisa desta, uma afronta desta sendo dita com a maior naturalidade, sem o peso das consequências que foram impostas à sociedade. É certo que perdemos totalmente a noção de vida social, de convivência uns com os outros, mas estas formas de declarações são um acinte à integridade das pessoas, dos interlocutores. Lamentavelmente, a mídia não se deu conta ainda de o quanto ela também está sendo ofendida com pronunciamentos dessa forma.

Mais grave ainda é a total dissimulação dos órgãos de justiça e segurança do País que fazem “vistas grossas” a tudo. Parecem que os seus representantes maiores vivem num outro planeta, um planeta azul que não existe este tipo vil de pessoas, de empresários, de políticos, de mandatários e grandes expressões da Nação.

Se tivéssemos um pingo restante de hombridade e vergonha na cara, tomaríamos imediatas ações contra esses maus elementos da sociedade brasileira. Se tivessem ainda um tiquinho de responsabilidade e honradez, esses envolvidos no mínimo estariam pedindo um milhão de desculpas ao povo e estariam se sujeitando ao “haraquiri” para tentarem salvar ao menos o nome e honra de suas famílias, uma vez que tal ato vil não há como apagar. Serão sempre bandidos da mais baixa extirpe humana e suas famílias arcarão com a vergonha e a desonra de serem seus antecessores ou sucessores.

#Disse
Carlos Leonardo ˄˅

Para você, um “Convite à Prosa…
“Qual sua ideia de reparação para esses bandidos? Se é que existe.”

 

Vamos comentar isso?

%d blogueiros gostam disto: