O agrado que virou obrigação!

Veja você como o governo brasileiro é extremamente protecionista, atente para o fato de que patrões inescrupulosos lançavam na totalização de suas comandas, nos bares, restaurantes, cafés, mais ou menos o valor de dez por cento da conta, a título de gratificação de seu atendente.

A simples tomada dessa atitude, já se configurava um atentado ao “direito do consumidor”, porque o a “gorjeta” na visão do cliente, é apenas um agrado ao atendente pela presteza do atendimento em particular. Isso deveria ser uma opção do cliente, afinal foi ele que gostou do atendimento em suma. Esse procedimento deveria ser tratado diretamente entre o cliente bem atendido e o atendente que o fez, sem interferência alguma do estabelecimento.

A coisa começou a se complicar quando, estabelecimentos começaram a incluir a “gorjeta” na conta do cliente, passando assim o agrado a ter conotação obrigatória. Para piorar ainda mais a situação, ouve-se à “bocca chiusa” o relato de proprietários de estabelecimentos que apropriavam-se desses pequenos valores, posteriormente repassando  apenas cinquenta por cento do valores retidos com a desculpa de pagamento de impostos, isso quando o faziam.

Então, o governo bonzinho resolveu proteger o pobre atendente usurpado e regulamentou a administração da verba recebida a título de “gorjeta”. Agora, o patrão usurpador e tirano não poderá mais tomar posse de sua sagrada “gorjeta”, um agrado que se tornou obrigação.

De agora em diante, o patrão deverá reter o valor discriminado na comanda ou nota fiscal sob a rubrica “gorjeta”, ao final do mês, pagar-lhe algo em torno de setenta e cinco por cento e o restante, vinte e cinco por cento, recolher aos cofres públicos do governo. Viu como ele é bonzinho?

Você deixará de perder cinquenta por cento ou tudo das “gorjetas” obrigatórias recebidas e o patrão também. O governo por sua vez, achou uma forma de melhorar sua arrecadação com a tributação da sua “gorjeta” obrigatória e para variar, sobrou ao empregador a obrigação de pagar-lhe a média mensal das “gorjetas”, caso em algum mês você não as receba. Gostou?

#Disse
Carlos Leonardo ˄˅

Artigo base da análise
Lei da Gorjeta entra em vigor neste sábado (13) em todo o País
Fonte: Jovem Pan

Para você, um “Convite à Prosa…
“Você acha justo isso?”

 

Vamos comentar isso?

%d blogueiros gostam disto: