O que me levou a isso

Desde há muito tempo que convivo com a ideia e a curiosidade de saber como funciona o comércio imobiliário. Como sou oriundo de trabalho exclusivo de atendimento a pessoas físicas e jurídicas, isso me arrastava incondicionalmente ao trabalho com imóveis, uma vez que os clientes são os mesmos.

Como qualquer outra, é uma profissão espinhosa e exaustiva, recheada de traições e de descrédito. Muitos consultores e corretores utilizam-se de meios desleais nas bases de negociação e isso faz com que o setor às vezes seja visto como de aproveitadores.

Pouquíssimas classes trabalhadoras sofrem tanto a influência dos mandos e desmandos políticos, por eles alterarem diretamente o poder aquisitivo da população, os preços da matéria prima, a valorização ou desvalorização das terras, dos empregados e empregadores de mão de obra do setor.

Absorvem-se horas, dias e até meses em um moroso e cansativo enlace de opiniões divergentes que devem se convergir a um ponto único para que se atenda um objetivo comum, a compra e venda de um imóvel. Parece simples, porém detalhes sutis, comentários velados que se afloram, pechinchas em exagero e desvalorização do patrimônio em pauta, põem tudo a perder quase sempre.

Mas apesar de todas essas problemáticas, a profissão é apaixonante. Você é o elo entre a realização de um sonho de vida e de uma necessidade premente ou um simples negócio de oportunidade. Nada supera a sua expressão de alegria e de missão cumprida ao ver o brilho nos olhos do feliz comprador e da satisfação do vendedor.

Carlos Leonardo
Consultor Imobiliário Associado